Arquivo da categoria: Vida Empresarial

Dilbert pensamentos semelhantes

Hard Work

One argument for big bonuses is that the executives work hard for it and earn it fair and square. It is true that some of these executives spend enormous amount of time (up to 10 para 14 hours a day, according the AIG executive under the spotlight here). Mas, do long hours and hard work automatically make usthose who deserve the best in life,” as Tracy Chapman puts it?

I have met taxi drivers in Singapore who ply the streets hour after owl-shift hour before they can break even. Apparently the rentals the cabbies have to pay are quite high, and they end up working consistently longer than most executives. Farther beyond our moral horizon, human slum dogs forage garbage dumps for scraps they can eat or sell. Back-breaking labour, I imagine. Long hours, terrible working conditions, and hard-hard workbut no bonus.

It looks to me as though hard work has very little correlation with what one is entitled to. We have to look elsewhere to find justifications to what we consider our due.

Seções

Planos de bónus de ratos e homens,,en,Nossos planos mais bem-sucedidos costumam dar errado,,en,Nós vemos isso o tempo todo em um nível pessoal,,en,acidentes,,en,bons e maus,,en,mortes,,en,tanto de entes queridos e tios ricos,,en,nascimentos,,en,e loterias todos conspiram para reformular nossas prioridades e tornar nossos planos nulos e sem efeito,,en,não há nada como uma infelicidade sólida para nos levar a colocar as coisas em perspectiva,,en,Esta oportunidade pode ser o proverbial forro de prata que somos constantemente aconselhados a ver,,en,O que é verdade em um nível pessoal também é verdade em uma escala maior,,en,O colapso financeiro de toda a indústria deu uma claridade filosófica à nossa profissão,,en,uma clareza de que poderíamos estar muito ocupados para notar,,en,mas para os terríveis problemas em que estamos agora,,en,Essa clareza filosófica inspira análises,,en,e colunas,,en

Our best-laid plans often go awry. We see it all the time at a personal level — accidents (both good and bad), deaths (both of loved ones and rich uncles), births, and lotteries all conspire to reshuffle our priorities and render our plans null and void. De fato, there is nothing like a solid misfortune to get us to put things in perspective. This opportunity may be the proverbial silver lining we are constantly advised to see. What is true at a personal level holds true also at a larger scale. The industry-wide financial meltdown has imparted a philosophical clarity to our profession — a clarity that we might have been too busy to notice, but for the dire straits we are in right now.

This philosophical clarity inspires analyses (and columns, claro) que às vezes são auto-serviço e às vezes busca da alma,,en,Agora nos preocupamos com a retidão moral por trás das expectativas insanas de bônus dos anos passados,,en,O caso em questão é Jake DeSantis,,en,o vice-presidente executivo da AIG, que renunciou publicamente ao New York Times,,en,e doou seu bônus relativamente modesto de um milhão de dólares para a caridade,,en,As razões por trás da renúncia são interessantes,,en,e forragens para esta série de posts,,en,Antes de ir mais longe,,en,deixe-me declará-lo imediatamente,,en,Eu vou tentar destruir seus argumentos o melhor que posso,,en,Tenho certeza que teria cantado uma música totalmente diferente se eles tivessem me dado um bônus de 1 milhão de dólares,,en,Ou se alguém teve a temeridade de sugerir que eu me separe do meu próprio bônus,,en,por mais insignificante que possa parecer em comparação,,en. We now worry about the moral rectitude behind the insane bonus expectations of yesteryears, por exemplo. The case in point is Jake DeSantis, the AIG executive vice president who resigned rather publicly on the New York Times, and donated his relatively modest bonus of a million dollars to charity. The reasons behind the resignation are interesting, and fodder to this series of posts.

Before I go any further, let me state it outright. I am going to try to shred his arguments the best I can. I am sure I would have sung a totally different tune if they had given me a million dollar bonus. Or if anybody had the temerity to suggest that I part with my own bonus, paltry as it may seem in comparison. Vou manter essa possibilidade além do escopo desta coluna,,en,ignorando a inconsistência moral que outros possam perceber maliciosamente,,en,Eu vou falar apenas sobre os bônus de outras pessoas,,en,somos melhores em lidar com o dinheiro de outras pessoas,,en,E é sempre mais fácil arriscar e sacrificar algo que não nos pertence,,en,Esta é outra série de posts baseada em uma coluna minha na próxima edição da Revista Wilmott.,,en,Nesta série,,en,Examinarei os argumentos a favor e contra os enormes bônus e os paraquedas dourados,,en,O primeiro da série,,en,este post apenas define o cenário para a próxima meia dúzia,,en,O ponto de partida desta série é a carta de demissão pública de Jake DeSantis,,en,ex-EVP na AIG,,gd,e suas razões para acreditar na justiça dos enormes pacotes de bônus,,en, ignoring the moral inconsistency others might maliciously perceive therein. I will talk only about other people’s bonuses. Afinal, we are best in dealing with other people’s money. And it is always easier to risk and sacrifice something that doesn’t belong to us.

Seções

How Much is Your Time Worth?

I recently got a crazy idea. Suppose I tell you, “I will give you a ten-million-dollar job for a month. But I will have to kill you in two months.” Claro, you will have to know that I am serious. Let’s say I am an eccentric billionaire. Você vai levar os dez milhões de dólares,,en,Tenho certeza de que a maioria das pessoas não aceita essa oferta de emprego,,en,tem um filme com Johnny Depp e Marlon Brando,,en,IMDb me diz que é,,en,O Bravo,,en,onde o personagem de Depp realmente aceita uma oferta desse tipo,,en,Vinte e cinco mil,,en,foi o preço que ele concordou para o resto de sua vida,,en,Para alguns de nós,,en,o preço pode ser maior,,en,mas é possível que haja um preço com o qual concordaremos,,en,meu preço é infinito,,en,Eu não trocaria o resto da minha vida por qualquer quantia em dinheiro,,en,O que isso me ajuda a ter todo o dinheiro do mundo se eu não tiver tempo para gastar?,,en,essa postura minha não é consistente com o que eu faço,,en,nem totalmente desprovido de hipocrisia,,en,Quase nada na vida real é,,en?

I am certain that most people will not take this job offer. De fato, there is a movie with Johnny Depp and Marlon Brando (IMDb tells me that it is The Brave) where Depp’s character actually takes up such an offer. Twenty-five thousand, Acredito, was the price that he agreed upon for the rest of his life. For some of us, the price may be higher, but it is possible that there is a price that we will agree upon.

Para mim, my price is infinite — I wouldn’t trade the rest of my life for any amount of money. What does it help me to have all the money in the world if I don’t have the time to spend it? Mas, this stance of mine is neither consistent with what I do, nor fully devoid of hypocrisy. Hardly anything in real life is. Se dissermos que não trocamos tempo por dinheiro,,en,então como é que felizmente vendemos o nosso tempo aos nossos empregadores?,,en,É só que não apreciamos o que estamos fazendo,,en,Ou que o nosso tempo é limitado,,en,Eu acho que o trade-off entre tempo e dinheiro não é direto,,en,Não é uma escala linear,,en,Se não tivermos dinheiro,,en,então nosso tempo não vale nada,,en,Estamos dispostos a vendê-lo por quase nada,,en,A razão é clara,,en,é preciso dinheiro para manter o corpo e a alma juntos,,en,Sem um mínimo de dinheiro,,en,realmente não há tempo para vender,,en,Como fazemos um pouco de dinheiro,,en,um pouco mais do que o mínimo,,en,começamos a valorizar o tempo mais,,en,Mas enquanto ganhamos mais dinheiro,,en,percebemos que podemos fazer ainda mais vendendo mais tempo,,en,porque o tempo vale mais agora,,en, then how come we happily sell our time to our employers? Is it just that we don’t appreciate what we are doing? Or that our time is limited?

I guess the trade off between time and money is not straight forward. It is not a linear scale. If we have no money, then our time is worth nothing. We are willing to sell it for almost nothing. The reason is clear — it takes money to keep body and soul together. Without a bare minimum of money, there indeed is no time left to sell. As we make a bit of money, a bit more than the bare minimum, we begin to value time more. But as we make more money, we realize that we can make even more by selling more time, because the time is worth more now! Este círculo vicioso implícito pode ser o que está dirigindo esta corrida louca que vemos ao nosso redor,,en,O tempo de venda é um conceito interessante,,en,Nós claramente vendemos nosso tempo para aqueles que nos pagam,,en,Os funcionários vendem tempo para seus empregadores,,en,Empreendedores vendem seu tempo para os clientes,,en,e na implantação de seus negócios,,en,Mas há uma diferença fundamental entre esses dois modos de venda,,en,Enquanto os funcionários vendem seu tempo uma vez,,en,empresários vendem seu tempo várias vezes,,en,Então, os autores e atores,,en,Eles gastam um certo tempo fazendo o que fazem,,en,mas os produtos que eles criam,,en,livro,,en,músicas etc.,,en,são vendidos uma e outra vez,,en,É por isso que eles podem fazer seus milhões e bilhões, enquanto aqueles que trabalham para outra pessoa acham que é muito difícil ficar realmente rico.,,en.

Selling time is an interesting concept. We clearly do sell our time to those who pay us. Employees sell time to their employers. Entrepreneurs sell their time to the customers, and in deploying their businesses. But there is a fundamental difference between these two modes of selling. While employees sell their time once, businessmen sell their time multiple times. So do authors and actors. They spend a certain amount of time doing whatever they do, but the products they create (book, business, filmes, Windows XP, songs etc.) are sold over and over again. That is why they can make their millions and billions while those who work for somebody else find it is very difficult to get really rich.

Emails Stinker — A Primer

Email revolucionou a comunicação corporativa na última década. A maior parte do seu impacto tem sido positivo. Um e-mail a partir do big boss a todos @ yourcompany, por exemplo, é um substituto feira para uma reunião de comunicação em geral. Em equipes menores, e-mail muitas vezes salva reuniões e aumenta a produtividade.

Quando comparado com outros modos de comunicação (telefone, correio de voz etc.), e-mail tem uma série de características que o tornam particularmente adequado para a comunicação corporativa. Ela dá ao remetente a quantidade certa de distância do receptor para se sentir seguro atrás do teclado. O remetente recebe tempo suficiente para polir a linguagem ea apresentação. Ele tem a opção de enviar os e-mail vários destinatários de uma só vez. O efeito líquido destas características é que uma alma normalmente tímida pode se tornar uma persona email formidável.

A alma normalmente agressivo, por outro lado, pode tornar-se um remetente detestável do que são conhecidos como stinkers. Stinkers são e-mails que são destinados para infligir humilhação.

Dada a importância da comunicação e-mail nos dias de hoje, você pode encontrar-se seduzir pelo fascínio escuro da stinkers. Se você fizer, aqui são os primeiros passos em dominar a arte de elaborar um fedorento. O truque consiste em desenvolver uma atitude mais santo do que tu e assumir uma posição de superioridade moral. Por exemplo, Suponha que você está chateado com a equipe pelo seu trabalho de má qualidade, e quero destacar o fato de a eles (e para algumas pessoas-chave da organização, claro). Um novato pode ser tentado a escrever algo como, “Você e sua equipe não sabe agachamento.” Resistir a essa tentação, e mantenha esse e-mail rookie. Muito mais gratificante é a de compor-la como, “Eu vou ser feliz para se sentar com você e sua equipe e compartilhar nossa experiência.” Esta composição craftier também mostra sutilmente o seu conhecimento superior.

E-mails podem ser ainda mais sutil. Por exemplo, você pode docemente conselho seu chefe sobre alguma questão como, “Nenhum ponto em apressar-se em onde os anjos temem pisar,” e ter o prazer secreto que você conseguiu chamá-lo de um tolo para o rosto!

Stinkers Contador são duplamente doce. Enquanto se envolver em um duelo de e-mail, sua melhor esperança é descobrir um erro factual na stinker. Embora você seja obrigado pela honra de responder a um fedorento, silêncio também pode ser uma resposta eficaz. Ele envia um sinal de que você seja encontrado o stinker insignificante demais para responder a, ou, pior, você acidentalmente apagou sem lê-lo.

Cuidado com as armadilhas stinker. Você pode receber um e-mail convidando-o para trabalhar em um problema com uma generosa oferta para ajudar. Digamos que você morder a isca e pedido de ajuda. O próximo e-mail (copiados para praticamente todo mundo na Terra) pode ler algo como, “Se você se preocupou em ler a mensagem anterior,” (referindo-se a um e-mail enviado há dez dias para 17 outros e dois grupos de e-mail) “você sabe que…” Observe como é fácil dar a entender que você não sabe o que você está suposto, e que você tem o hábito de ignorar mensagens importantes.

Nós não temos nenhuma defesa segura contra armadilhas stinker à excepção de saber o remetente. Se um remetente é conhecido por sua disposição stinker-happy, tratar todas as suas propostas doces com suspeita. É improvável que ele teve uma mudança de coração e decidiu tratá-lo civilmente. Muito mais provável é que ele está preparando-o para algo que ele vai desfrutar de um pouco mais do que você!

No final do dia, Não se preocupe muito com stinkers se você encontrar-se na extremidade de recepção. Mantenha um sorriso em seu rosto e reconhecer os stinkers para o que são — viagens de ego.

Se você gostou deste post, Tenho certeza que você também vai gostar:

  1. Um Guia de Sobrevivência do Office
  2. La Sofisticação

Geeks

I have been doing a bit of geeky stuff lately — writing WordPress plugins. Okay, it is because I’m suffering from a terrible writer’s block.

You see, I’m supposed to be working on my next book. I foolishly promised a couple of chapters of The Principles of Quantitative Development to my commissioning editor at John Wiley & Sons within a month; now I find myself writing everything other than those darned chapters! Including plugins. Coming to think of it, writing those chapters wouldn’t be any less geeky, would it?

That made me wonder… We all started off as geeks, didn’t we? No use denying it. Remember how our teachers loved us, and the sexy cheerleaders, well, didn’t? Later in life, due to exigencies of circumstances, we may have tried to lose our techie halo and simulate a managerial posture. But, in our moments of panic, we go back to our geek roots. At least, I do.

You think you don’t? Well, check out these geek jokes. If you find them funny, chances are your roots are not too different from mine.

Heisenberg was driving down the highway when he was pulled over for speeding. The officer says, “Do you know how fast you were going?” Heisenberg says, “No, but I do know where I am!”

Two Hydrogen atoms walk into a bar. One says, “I’ve lost my electron!” The other says, “Are you sure?” The first replies, “Yes, I’m positive…”

Geek Pickup Lines:

  • Tell me of this thing you humans call [dramatic pause] love.
  • If you turn me down now, I will become more drunk than you can possibly imagine.
  • They don’t call me Bones because I’m a doctor.
  • Your name is Leslie? Look, I can spell your name on my calculator!
  • What’s a nice girl like you doing in a wretched hive of scum and villainy like this?
  • You must be Windows 95 because you got me so unstable.
  • My ‘up-time’ is better than BSD.
  • I can tell by your emoticons that you’re looking for some company.
  • Is that an iPod mini in your pocket or are you just happy to see me.
  • Want to see my Red Hat?
  • If you won’t let me buy you a drink, at least let me fix your laptop.
  • You had me at “Hello World.”
  • Mind if I run a sniffer to see if your ports are open?
  • You make me want to upgrade my Tivo.
  • By looking at you I can tell you’re 36-25-36, which by the way are all perfect squares.
  • Jedi Mind Trick: “This is the geek you’re looking for.” [Waves hand]
  • You can put a Trojan on my Hard Drive anytime.
  • Have you ever Googled yourself?
  • How about we do a little peer-to-peer saliva swapping?
  • With my IQ and your body we could begin a race of genetic superchildren to conquer the earth.
  • What’s a girl like you doing in a place like this when there’s a Farscape marathon on right now on the Sci Fi channel.
  • I’m attracted to you so strongly, scientists will have to develop a fifth fundamental force.

What Makes 100%?

What does it mean to give MORE than 100%? Ever wonder about those people who say they are giving more than 100%? We have all been to those meetings where someone wants you to give over 100%. How about achieving 103%? What makes up 100% in life? Here’s a little mathematical formula that might help you answer these questions:

If:

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z are represented as:

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26

then H-A-R-D-W-O-R-K = 8+1+18+4+23+15+18+11 = 98%

and K-N-O-W-L-E-D-G-E = 11+14+15+23+12+5+4+7+5 = 96%

but A-T-T-I-T-U-D-E = 1+20+20+9+20+21+4+5 = 100%

and B-U-L-L-S-H-I-T = 2+21+12+12+19+8+9+20 = 103%

but look how far ass kissing will take you.

A-S-S-K-I-S-S-I-N-G = 1+19+19+11+9+19+19+9+14+7 = 118%

So, one can conclude with mathematical certainty that While Hard work and Knowledge will get you close, and Attitude will get you there, it’s the Bullshit and Ass kissing that will put you over the top.